quarta-feira, 18 de março de 2015

Porque me sinto triste em deixar Vancouver....


Eu poderia fingir que estou feliz em voltar para casa, quando na verdade não estou... Sim me sinto feliz em poder encontrar com minha família e amigos queridos que deixei, por saber que vou chegar e vou comer um churrasco gostoso com todos reunidos, mas eu queria listar os inúmeros motivos que me fez me apaixonar por aqui...

1 – Vancouver é uma cidade multicultural. E quando digo multicultural é porque realmente é... Aqui conheci pessoas de todos os países como México, Suiça, Venezuela, Coreia, Japão, Irã, França, India, Turquia, Inglaterra... E com isso aprendi muitas palavras em outras línguas, e também muitas expressões deles.


2- A beleza daqui é inigualável!!! Em um dia podemos conhecer um Parque como o Lyn Canyon cheio de matas e no mesmo dia em cerca de duas horas de transporte publico ir à praia.





3- Falando em transporte publico, é invejável eles trabalharem com um sistema de confiança!!! Não há catracas na entrada das estações, somente maquinas eletrônicas em que você compra o seu bilhete e guarda contigo porque eventualmente algum policial pode te solicitar para mostrar, e isso aconteceu comigo somente uma vez em 6 meses. Além disso existe um sistema de passe mensal em que você não tem limite de vezes para utilização, mas somente limite de distância a percorrer, dependendo do bilhete adquirido.


4- Andar pelas ruas tranquilamente. Não estou dizendo que não existe assalto ou nenhum tipo de violência, mas aqui é feito mais por um “assalto oportunista”, aquele em que você bobeia com suas coisas e alguém leva, mas com arma, não existe. Já voltei por diversas vezes de madrugada sozinha das baladas a pé ou de ônibus e aqui isso é a coisa mais tranquila a se fazer.

5- As pessoas são extremamente educadas e solicitas!!! E não, não é igual brasileiros.. Brasileiros tem a fama de ser um povo “warm” porque temos o costume de nos abraçar e cumprimentar com um beijo no rosto, o que para eles é um habito estranho, mas eles são extremamente simpáticos e solícitos. Obviamente temos exceções, em todos os dias aqui encontrei alguém disposto a dar um sorriso ou trocar uma palavra gentil comigo, mesmo eu sendo uma completa estranha!!!

6- Comida, comida, comida!!!! Minha nossa como experimentei coisas aqui... Japadog, sopa vietnamita, Alaska roll, Lamen, Hamburguer com Guaca mole, Kimchi, Lanche de queijo brie com maçã, hot-dog de sorvete, croissant de salmão defumado... Dificil listar qual era o mais gostoso de tudo...














7 – Ahhh e as bebidas!!! Não nos contentamos em pedir somente um “Pint” de cerveja, aqui já é mesmo a “Jar” mesmo na balada, e confesso que as cervejas não são das melhores, são fracas e mornas, nada Gelaaaddaaa como no Brasil, mas ahh Fireball como eu aprendi a gostar de você, rs. Além disso Jagger ball virou hit de balada!!! Jack Daniels com Mel e com Vanilla, Licor de Mapple, tudo vira novidade.

8- Falando em Mapple... Quer turistar vai para Gastown!!! Lá você encontra o Famoso Steam Clock, milhões de lojas turísticas, vários restaurantes para comer, e, diga-se de passagem, o famoso “The Old Spaghetti Factory”, continua sendo um dos melhores custo x beneficio por lá, meu querido Pub “The Frog” bem em frente ao Steam Clock, e andando mais um pouco por ali você chega ao Canada Place... Lugar lindo em volta de um porto onde pode-se almoçar em um restaurante maravilhoso com uma vista linda e além disso pode conhecer a tocha olímpica.





9- Okay, pontos turísticos são inúmeros como o Aquario de Vancouver, Grouse Mountain, Cypress, Capilano Bridge, English Bay, Kitsilano Beach, Lynn Canyon, além de regiões próximas como Rock Mountains, Whistler, Tofino e muito mais...





10- Mais uma coisa: As casas possuem tomadas!!! Ah sim claro, no Brasil também tem, mas não como aqui em que cada parede possui pelo menos dois pontos de tomada!!!

11- Ahh e aqui chove, e como chove!!! Para alguns chuva não deve ser algo legal, principalmente quando você quer turistar... Mas para quem é de uma cidade que esta em uma crise hídrica e também de eletricidade, a chuva acaba se tornando uma benção!!! E não é aquela chuva que nos impossibilita de tirar o pé de casa, a gente consegue fazer as coisas normalmente.

12- E as idas ao mercado?? Sim, alguns alimentos como frutas e legumes são caros, mas a variedade... Nossa, é fácil manter a alimentação em um país com tanta variedade de comidas saudáveis a sua disposição!!!

A verdade é que vir a Vancouver foi um momento para me encontrar, um momento drástico de mudanças necessárias e vir para ca me trouxe algo extremamente maravilhoso!!! Aqui aprendi que a diferença cultural não é uma barreira, mas um aliado, principalmente quando se convive com pessoas que sabem valorizar a oportunidade!!! Compreendi diversas diferenças culturais, vi fotos de lugares que jamais poderia imaginar a existência, os locais de origem deles, assim como para eles era uma curiosidade descobrir a minha casa no google maps. Meu conhecimento foi muito além de imagens turísticas dos outros países, mas também da realidade social de muitos deles.
Aqui ganhei amigos que valem por uma vida, não importando a distância... Amigos de todo Brasil e do mundo... Pessoas que se tornaram família!!! Trabalhei em um lugar que realmente me senti triste em ter que partir, pela primeira vez me sentia em casa ali, e não porque o trabalho era legal mas porque as pessoas ali são tão maravilhosas que tornavam o ambiente  um lugar perfeito para se frequentar todos os dias... Mesmo em dias corridos como o Black Friday e o Boxing day...
Vesti com orgulho a camisa Futureshop, pois não era somente uma companhia exemplar, que segue todas as regras de lei e é extremamente organizada em seu sistema interno, mas porque a família que formava esta empresa não poderia ser melhor!!!
Sim, eu espero que este seja somente um até logo, e não um adeus, porque aqui me senti em casa!!! Obrigada a Vancouver e a todos que passaram em minha vida por fazer deste meu momento aqui se tornar inesquecível!!!
Vejo vocês na próxima e espero que definitiva ida até ai!!!









Nenhum comentário: